PT | EN | ES

Produção de mel no Pantanal gera renda para famílias ribeirinhas

A ECOA, organização-membro do Observatorio Pantanal, incentiva a a produção de mel no Pantanal desde 2018, como forma de geração de renda para as famílias e também para proteção de abelhas e outros polinizadores da região, para a manutenção e conservação do Pantanal.

A produção de mel contribui diretamente com a renda das famílias. Os apicultores relatam que a apicultura já chegou a representar 100% da renda mensal, salvando suas famílias da fome em períodos difíceis para a pesca. “No ano passado (2020), as famílias vinculadas ao apiário dos irmãos Daniel e Luciano, na Comunidade do São Francisco, puderam gerar renda durante a pandemia, quando as atividades ligadas ao turismo não eram possíveis. No mesmo período, houve uma crise da pesca na região e eles falaram que a venda de mel foi determinante para botar comida na mesa. Então foi cumprido o que a gente havia planejado dentro dessa produção.”, afirma André.

A atividade é transformadora, pois acompanha uma mudança de prática destas pessoas com relação também ao ambiente. Com a correta capacitação e assessoria, os apicultores passaram a produzir mel de forma sustentável e aprenderam a cuidar e proteger as abelhas. Durante os incêndios de 2020, enquanto o fogo devastava o Pantanal, os apicultores mantiveram seguras as colmeias, com alimentação adequada, e hoje, as abelhas estão fortes e produzindo mais mel.

Leia mais 

Com informações da ECOA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Leia mais notícias

Notícias relacionadas

Encontro internacional reúne 33 entidades que atuam em defesa do Pantanal

Organizações da sociedade civil do Brasil, Paraguai e da Bolívia reuniram-se durante três dias em Campo Grande (MS) para debater a atual conjuntura política e discutir ações conjuntas em defesa do Pantanal.O encontro se deu na Oficina de Planejamento do Observatório do Pantanal, rede internacional com 33 entidades e que tem como missão ser um espaço de geração, difusão e aplicação do conhecimento tradicional e da informação científica sobre a maior área úmida continental do planeta.

Continue lendo »